segunda-feira, 17 de setembro de 2012

"2012 O ano em que o Brasil entrou em Greve”. Agora “GREVE DOS BANCÁRIOS.”.

Esse ainda inacabado ano de 2012 pode ser definido em uma palavra, GREVE! Já houve, greve da Polícia Federal, Rodoviária, PM, Receita Federal, Anvisa e Fiscais Agropecuários, Transporte Coletivo, Greve dos Caminhoneiros, e a greve das Universidades Federais, que envolveram mais de uma categoria.
Previsto na Constituição Federal, em seu artigo 9º e a Lei nº 7.783/89 asseguram o direito de greve a todo trabalhador, competindo-lhe a oportunidade de exercê-lo sobre os interesses que devam por meio dele defender.
A eficácia desse tipo de negociação é duvidosa, não podendo ser calculada.
Muitas vezes o cansaço vence as Reivindicações, a pressão popular ao governo não acontece. O movimento acaba sendo lembrado apenas pelos transtornos, esses que quase sempre prejudicam o cidadão comum e quase nunca afetam aqueles que tem o poder de decisão.
 Outras vezes as Reivindicações aparecem fora da realidade, querendo buscar resgatar a defasagem de décadas de uma só vez.
Modelo de protesto, que busca melhorias para determinada categoria chamado de “Greve” está defasado e cada vez mais perder o apoio popular, a mídia convencional aborda o assunto de maneira superficial.
Agora responda:  “Se um dia o governo acabace com o carnaval.”
Haveria mobilização nas mídias sociais? Movimentos de rua?  Movimento popular com artistas em horário nobre falando sobre o assunto? Capa dos principais Jornais? Um bloco inteiro no fantástico de domingo ou uma serie no Jornal Nacional? Ou estou errado, haveria um pequeno movimento que logo iria perder força e o Brasil iria seguir feliz da vida sem o Carnaval! “Usei o carnaval como exemplo por ser a maior festa popular do país e realmente parar o Brasil“
Cada categoria tem seu valor e devem buscar o reconhecimento, mas cada cidadão deve ser respeitado. Que à greve seja o ultimo recurso de negociação, 

18 de Setembro, vem ai a GREVE DOS BANCÁRIOS.

Juvandia Moreira, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, confirmou nesta segunda-feira, o início da greve da categoria. A partir de amanhã, os bancários de todo o País - inclusive de bancos públicos - devem paralisar as atividades por tempo indeterminado.
Segundo o sindicato, os caixas eletrônicos vão funcionar, mas o atendimento ao público será cortado. "Greve é interrupção dos serviços. Esperamos que ela seja forte para campanha ser resolvida. Nosso desejo era não ter a greve, mas foi para isso que os bancos nos levaram", disse Juvandia. A expectativa da entidade é que haja adesão de, ao menos, 42 mil na cidade de São Paulo e na região metropolitana, como foi registrado no ano passado.

Onde tudo começou, greve geral de 1917.

"O primeiro grande movimento grevista da história sindical brasileira teve início na cidade de São Paulo nas fábricas têxteis. Iniciado no mês de junho nos bairros da Moca e Ipiranga, a greve estourou nas fábricas têxteis do Contonificio Rodolfo Crespi. Rapidamente a adesão foi aumentando passando pelos estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, pelos servidores públicos e diversos órgãos que congregavam os trabalhadores. Devido a grande presença de imigrantes, sobretudo os italianos, a ideologia anarquista marcou o tom inicial das reivindicações, que de modo geral exigiam melhores salários e condições de trabalho.
 Desesperados, os patrões concederam o aumento imediato aos seus funcionários e se comprometeram a estudar as demais exigências. Os patrões passaram a ter que levar em consideração a decisão dos empregados, o que consagrou a grande vitória do movimento grevista. Mesmo assim, alguns movimentos permaneceram espalhados pelo Brasil até 1919.
A Greve Geral de 1917 representou toda a insatisfação acumulada dos trabalhadores nas primeiras décadas da república brasileira, guiados inicialmente pela ideologia anarquista, mostraram-se capazes de se organizarem em prol das suas vontades." (Texto, Antonio Gasparetto Junior)

Autor: Leonardo Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para evitar problemas, serão publicados apenas comentários com autoria identificada.

Atenciosamente Leonardo Costa.

Tags

São José dos Pinhais (153) Prefeitura de São José dos Pinhais (79) Eleições 2012 (53) SJP (44) Setim (37) Eleições Municipais 2012 (33) Leonardo Costa (28) Paraná (28) Ivan Rodrigues (25) Prefeito (21) São Jose dos Pinhais (18) Brasil (17) Nossa São José (17) ROCHA LOURES (17) Cultura (16) Noticias (16) Aconteceu (15) CARLA GAPSKI (15) Vereadores (15) politica (14) eleito (13) PSDB (12) VEREADOR (12) Eleitorado (10) oposição (10) Beto Richa (9) Blogueiro (7) Justiça Eleitoral (7) Patrimônio Histórico (7) TSE (7) politicos (7) Curitiba (6) Câmara (6) DEM (6) Francisco Buhrer (6) Professor (6) Redes Sociais (6) Candidato (5) Debate (5) Decreto Legislativo nº. 1177/2011 (5) Enchentes (5) Fotos (5) JPSDB (5) JPSDB-SJP (5) PSD (5) SAÚDE (5) TCE (5) Atlético (4) Blog (4) CPI (4) antigamente (4) capital (4) Administração (3) Compac (3) DEMUTRAN (3) Eleições anulada (3) Leopoldo Meyer (3) PCB (3) PDT (3) PMDB (3) PT (3) Sebastião Côrtes (3) União por São José (3) resultado (3) Anatel (2) Associação Comercial (2) Casarão Massaneiro (2) Censo (2) Crime (2) DEMOCRATAS (2) Delegacia (2) EUA (2) Greve (2) Lei 12.619 (2) Lei do Ficha Limpa (2) Leopoldo Scherner (2) Mensalão (2) PSB (2) PSDC (2) PUC (2) cavaletes (2) etanol (2) CPI da SAUDE (1) Doação (1) Gustavo Fruet (1) JOSÉ AUDUSTO (1) Lei 9.504/97 (1) Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) (1) Lei sobre o n° 3357/12 (1) Lei12.653/12 (1) PCdoB (1) PRP (1) PSC (1) PTB (1) PTdoB (1) Resolução nº. 23.373/2011 (1) opinião (1) respostas (1)