segunda-feira, 16 de maio de 2011

O Demolidor de História

Gosto muita de política acompanha de perto a ação de nossos representantes, desde a primeira vez que realizei o ato de votar sempre procurei estar informando sobre qual a função e quem estão concorrendo a tal cargo eletivo. Num Brasil onde a ideologia partidária está longe de ser ideologia mesmo, traço um paralelo levando em consideração a pessoa e posterior seu partido. Em 2008 fiz a opção e acabei votando no candidato zebra das eleições municipais. Pontuei em primeiro um lugar um empreender que transformou uma empresa familiar numa verdadeira potencia, um pessoa sem raiz política, passou na minha breve “seleção” e acabei escolhendo ele como meu voto passando com ressalvas por ser um forasteiro “não é Sãojoseense da gema”, mas como e um empreendedor que escolheu a cidade como berço de sua indústria passou nesse quesito.
 Após vencer as eleições Ivan Rodrigues (PTB) teve a difícil missão de montar uma equipe de governo, que a cada hora sua formação é alterada. Só na secretaria de Saúde vamos para ao 4º Secretário em 2,5 anos.
No inicio da sua gestão a demora para tudo começar a andar deixou parte da população alvoroçada buracos e coletas de lixo foram destaques na mídia estadual. A resposta dado a população que a estava preparando um novo modo de administrar enquanto isso o cidadão desviava dos buracos e recolhia o lixo que mais um dia ficou na rua. A terceirização de serviços públicos é notável, o funcionalismo publica perde espaço e credibilidade, mas apesar de tudo isso, acreditava que o lema de campanha “Mudar é Preciso” referia-se ao “Mudar” no modo de gestão, aproximar a população uma gestão por resultados escutando a população e promovendo a “CULTURA” Sãojoseense.

Mudar é Preciso?

Dia 14 de maio de 2011 vai ficar na historia da nossa cidade, o prefeito Ivan Rodrigues coloca abaixo um imóvel com mais de 100 anos de historia onde abrigava o gabinete do prefeito e vice-prefeito. Nesse dia São José dos Pinhais acordou mais triste, a surpresa das pessoas que ali passavam o questionamento maior era que a população não foi consultada poucos sabiam que aquele imóvel centenário poderia sofrer alguma ameaça de ser derrubado.
Nem a fachada foi mantida, em muitas cidades o moderno e o histórico caminham lado a lado preservando a historia e proporcionando a novidade/modernidade a população.
Após a derrubada do imóvel centenário que estava em processo de tombamento pelo patrimônio histórico o prefeito cedeu uma entrevista ao Jornalista Marcos Rosa Filho do site www.pautasjp.com e deu as seguintes declarações

Demolição da Prefeitura 
“Em entrevista exclusiva para o PautaSJP.com, ainda de manhã, ao lado da obra, o prefeito defendeu a idéia de derrubar o casarão. “A liminar foi cassada e a obra está sendo feita com amparo judicial, e aberta a todos que possam ver. Fui eleito com o intuito de modernizar a cidade e é isso que está sendo feito. A escolha de iniciar a obra em um sábado é devido ao menor fluxo de carros”, diz Ivan Rodrigues.” (http://pautasjp.com/index.php?pagina=atualidades_noticias&id=1924)

“ Ivan Rodrigues lembra do slogan de campanha para justificar a posição polêmica. “Fui eleito com a campanha Mudar É Preciso. É uma atitude transparente, pois a obra foi feita às claras. A questão de ser em um sábado é devido ao menor tráfego de veículos”, defende Ivan Rodrigues. “ (http://pautasjp.com/index.php?pagina=atualidades_noticias&id=1928)

A resposta da população a tal atitude da prefeitura chegou por meio da historiadora Maria Angélica Marochi, que relatou ao Jornal Gazeta do Povo ”os tratores chegaram à Rua Passos de Oliveira, onde ficava a sede, por volta da 1 hora. “A casa pertenceu a um prefeito da cidade nos anos 20. Desde a década de 1970 existiam iniciativas para tombar o local. O prefeito não respeitou seus cidadãos.”
Maria faz parte do Conselho do Patrimônio de São José dos Pinhais. Ela conta que o pedido de tombamento da edificação foi aprovado pelos conselheiros por unanimidade. “O processo já tinha tido início. Aí o prefeito recusou a proposta no fim do ano passado e não tocou mais no assunto desde então.””
Cabem a nós eleitores, contribuintes e cidadãos fiscalizar de perto a gestão da nossa cidade.

Fica aqui registrado o meu agora confirmado VOTO errado.
“Sem Historia não há Futuro”

16 comentários:

  1. POVO DE SÃO JOSE TA VIVENDO A TAL REVITALIZAÇÃO, O UNICO PROBLEMA E QUE NOSSOS FILHOS, NETOS NÃO PODERAM VER A HISTORIA DO CRESCIMENTO DE SÃO JOSÉ JÁ QUE UMA PESSOA QUE NÃO RESPEITA ESSA MEMORIA... E DESTROI O NOSSO PATRIMONIO....
    EU ESTOU INDIGNADA COM O EGOISMO DE UM FUTURO INCERTO DESSE TAL PREFEITO... QUEM É ESSE CARA? AH COMO DISSE MINHA PRIMA EM UM DOS COMENTARIOS SOBRE ESSA BARBARIE ...
    É O TAL CARA Q O "POVO" ESCOLHEU... Q LÁSTIMA!

    ResponderExcluir
  2. A demolição da Prefeitura foi um dos piores, se não o pior, ato do Sr. Ivan Rodrigues. E tudo na surdina, sem colocar a cara pro povo saber de tal atitude. Sinto-me envergonhado.

    ResponderExcluir
  3. Estou indignadissimacom o ocorrido, mesmo nao morando mais em Sao Jose dos Pinhais, mas tenho dois filhos que moram e trabalham na cidade.
    Gostaria de dizer que nao ser saojoseense "da gema", com é o meu caso, nao significa que nao se possa amar uma cidade como sendo a sua de nascimento. Muito lutei por Sao Jose enquanto ai morei (22 anos), inclusive trabalhando no Dedpartamento de Turismo da Prefeitura. Muitas vezes fui classificada como sendo "a carioca mais saojoseense que a cidade havia visto".
    Nao sejamos bairristas, isso é exagero!
    Monica Echeverria

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente na epoca da eleição o povo estava na fase de mudanças são necessarias assim como ocorreu no maior cago do pais com o presidente Lula, esse onda se explalhou pelos estados e municipios, e em São Jose não foi diferente e com a má condução da campanha dos candidatos mais tradicionais na cidade abriu o espaço para "mudar é preciso" e com isso a entrada do Senhor Ivan com seus desmandos achando-se acima do bem e do mau em nossa cidade, assim como vc Leo muitos votaram nele e tomara que todos tenham essa conciencia de analisar e a coragem de falar de votar errado e não cometamos esse erro novamente e na hora da reeleição venha a resposta da indignação do povo de São Jose.
    Robson Paris

    ResponderExcluir
  5. Videos da AULA de história que o jornalista Antonio Bobrowec deu na câmara municipal de São José dos Pinhais hoje dia 17/05/1985 as 09:00 horas.
    Parabenizo aqui ao Antonio pela coragem. (segue abaixo o Link no Youtube no canal da TVCMSJO ( http://www.youtube.com/user/TVCMSJP)

    Discurso Popular Antonio Bobrowec - Parte 1
    http://migre.me/4zkt4

    Discurso Popular Antonio Bobrowec - Parte 2
    http://migre.me/4zkum

    Discurso Popular Antonio Bobrowec - Parte 1
    http://migre.me/4zkvL

    A aqueles que não assistiram ao vivo, vale muito a pena assistir e entender a barbaridade que o Prefeito fez com a historia de nossa cidade.

    ResponderExcluir
  6. Leonardo: Eu ainda estou em dúvidas em relação a tudo que está acontecendo em nossa cidade, o que sei e acho que é o que a maioria dos moradores da cidade também sentem é que: Estamos perdendo nossa identidade. Precisava mos de mudanças, mas a qualquer custo, como sempre comento com meus amigos, "ele" é um excelente administrador, mas um péssimo político.

    ResponderExcluir
  7. Uma cidade necessita manter suas raízes, sua história. Isso é imprescindível para que as gerações futuras saibam sobre sua cidade, sua gênese. Isso é básico. Se um administrador passa "literalmente" por cima disso, não é bom sinal. Muito triste a atitude do Sr. Prefeito. Adoro SJP e isso realmente me deixou muito triste. Modernizar não é sinônimo de destruir. Não hava a mínima necessidade de tal atitude.
    Adorei seu Blog, Leonardo! Estou seguindo! Abçs,
    Anderson Vianna
    Camisas & Manias, CTBA

    ResponderExcluir
  8. Leonardo, quem decide democraticamente, ou seja, ouvindo outras pessoas, jamais derrubaria aquela casa!
    O ato do prefeito é o de "big bos", do chefão, tipo, "quem manda aqui sou eu"! Tem gente que gosta, eu sou a favor da decisão colegiada, mas como não sou prefeito... Para as decisões colegiadas, chamam de "assembleismo", tipo petista! Prá quem gosta de super homem, o Ivan faz bem este papel!
    js

    ResponderExcluir
  9. A memória e a história de uma cidade tem (e deve) ser preservada.
    Mas, segundo me consta, a única coisa de original que havia no prédio demolido era a parte que fazia frente para a Rua Passos Oliveira (a fachada do prédio).
    Não sei como era o projeto original. Mas sei que já há vários anos a parte interna do prédio estava quase que condenada e ninguém fez absolutamente nada.
    Se realmente apenas a fachada estava em seu aspecto original, ela poderia ter sido preservada e transferida de local (para um parque, por exemplo), como já foi feito inúmeras vezes com partes de prédios históricos.
    Seja como for, agora está tudo no chão e apenas as imagens contarão a história.
    Por falar em história, com a demolição do prédio será possível verificar se havia algum túnel sob ele, como reza a lenda.

    Acir J. Cardozo

    ResponderExcluir
  10. Não acredito que se tenha demolido a história da cidade. Mas sim a tornando melhor na continuidade.
    Sou de partido da oposição, mas nem por isso sou contra ao que vejo como melhoramento do acesso da população ao que é público.
    Certamente a construção do novo prédio fará bem aos cidadãos e a receptividade de nossa cidade.

    ResponderExcluir
  11. Primeiramente, a construção da nova sede da prefeitura tem que acontecer, integrar as demais secretarias num predio só. Isso é moderno!
    Mas a questão citada no texto e a respeito da destruição de um imóvel em processo de tombamento.
    Onde existia o imóvel centenário vai ter calçada, não há justificativa para a destruição da Historia, preservar o imovel era o principal!
    EM varias cidades, construções antigas são levadas a outros locais, respeitando a História da cidade!
    Acredito que se esse imóvel fosse levado ao parque metropolitano, e lá uma casa de cultura o algo do gênero fosse explorado no imovel.
    Já destuir a história a troco do "EU MANDO"...

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela matéria, ótimo trabalho em defesa do patrimonio público e da linda historia de São José dos Pinhais.

    Abs

    Cesar
    www.olhoabertoparana.com.br

    ResponderExcluir
  13. AQUELE LUGAR ESTAVA CAINDO, CUPIM PARA TODOS OS LADOS! QUERIAM TOMBAR COMO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA CIDADE?? IGUAL AQUELA CASA SE DESMANCHANDO NA RUA IZABEL A. REDENTORA??? POR FAVOR NÉ, COLOQUEM O PÉ NO CHÃO! E NÃO SOU A FAVOR DO PREFEITO MAS SE ELE DERRUBASSE O POSTE DA ESQUINA ESTARIAM FALANDO MAL DO MESMO JEITO!
    E SE AQUILO CAÍSSE SOBRE AS PESSOAS? ESTARIAM FALANDO MAL DO MESMO JEITO! E LENDO OS COMENTÁRIOS PARECE QUE A CIDADE SE RESUMIA NAQUELA CASINHA VELHA E PODRE! A MINHA FAMÍLIA É UMA DAS FUNDADORAS DA CIDADE E SE VOCÊS FOREM ATRAS DA HISTÓRIA, VÃO ENCONTRAR UMA SÉRIE DE OBRAS DO MESMO NÍVEL DESTA! BEM VINDOS A REALIDADE!

    ResponderExcluir
  14. igual aquela jamais....
    o engraçado de td isso e ter pessoas que pensam q aquilo era so mais uma obra cheia de cupim caindo aos pedaços!!!!
    qualquer coisa seja ela a criação de uma CIDADE ou um sim ples bolo de chocolate teve um inicio uma historia ...
    o trigo q foi plantado, o cacau os trabalhadores q ali tiveram....

    e com um predio velho q se tava caindo aos pedaços foi pela incompetencia de nao realizaem o tombamento dessa obra...
    temos uma cidade não muito longe daqui LAPA, q vive convive com sua história sem pessoas mediocres falando q aquilo ali e velharia e tenha certeza q tem predios mesmo tombados ou não q estam ate piores q nossa antiga prefeitura...
    mas como o lema hj e MUDAR E PRECISO VAMOS MUDA


    POVO SEM PASSADO,,,

    ResponderExcluir
  15. repórter Régis Santos

    São José precisa de voar mais alto, o povo em sua grande maioria estava na chamada ZONA de conforto. Tomaram um a atitude esperta e inteligente quando resolveram mudar os donos da cidade de casa. Foi então que SJP ganhou corpo, hoje, atualmente 27 julho 2011, já conseguimos ver um cidade bem mais espandida e moderna. Hoje veja o quanto se dá pra fazer por uma cidade crescer. Hoje vendo as atuações do atual administrador, vejo o quanto SJP perdeu com os outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. confesse que você tem um cargo comissionado do Ivan, porque só assim para ficar defendendo ele... ele fez algo por você pelo visto porque por mim e pelos habitantes eu não vi ele fazer nada...

      Excluir

Para evitar problemas, serão publicados apenas comentários com autoria identificada.

Atenciosamente Leonardo Costa.

Tags

São José dos Pinhais (153) Prefeitura de São José dos Pinhais (79) Eleições 2012 (53) SJP (44) Setim (37) Eleições Municipais 2012 (33) Leonardo Costa (28) Paraná (28) Ivan Rodrigues (25) Prefeito (21) São Jose dos Pinhais (18) Brasil (17) Nossa São José (17) ROCHA LOURES (17) Cultura (16) Noticias (16) Aconteceu (15) CARLA GAPSKI (15) Vereadores (15) politica (14) eleito (13) PSDB (12) VEREADOR (12) Eleitorado (10) oposição (10) Beto Richa (9) Blogueiro (7) Justiça Eleitoral (7) Patrimônio Histórico (7) TSE (7) politicos (7) Curitiba (6) Câmara (6) DEM (6) Francisco Buhrer (6) Professor (6) Redes Sociais (6) Candidato (5) Debate (5) Decreto Legislativo nº. 1177/2011 (5) Enchentes (5) Fotos (5) JPSDB (5) JPSDB-SJP (5) PSD (5) SAÚDE (5) TCE (5) Atlético (4) Blog (4) CPI (4) antigamente (4) capital (4) Administração (3) Compac (3) DEMUTRAN (3) Eleições anulada (3) Leopoldo Meyer (3) PCB (3) PDT (3) PMDB (3) PT (3) Sebastião Côrtes (3) União por São José (3) resultado (3) Anatel (2) Associação Comercial (2) Casarão Massaneiro (2) Censo (2) Crime (2) DEMOCRATAS (2) Delegacia (2) EUA (2) Greve (2) Lei 12.619 (2) Lei do Ficha Limpa (2) Leopoldo Scherner (2) Mensalão (2) PSB (2) PSDC (2) PUC (2) cavaletes (2) etanol (2) CPI da SAUDE (1) Doação (1) Gustavo Fruet (1) JOSÉ AUDUSTO (1) Lei 9.504/97 (1) Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) (1) Lei sobre o n° 3357/12 (1) Lei12.653/12 (1) PCdoB (1) PRP (1) PSC (1) PTB (1) PTdoB (1) Resolução nº. 23.373/2011 (1) opinião (1) respostas (1)